URUZ

“Toda Bela esconde uma fera dentro de si. E se não cuidarmos dessa fera, a bela será apenas fera” – Arlon Alexicacus.

Eis então a segunda runa: Uruz. O significado literal dessa runa é Auroque. Auroque é uma espécie de touro selvagem europeu. Um boi de grandes dimensões e comportamento indócil. Sua caça era muito comum nos tempos antigos. Pela sua carne, couro e seus chifres que alcançavam um tamanho de até 75 centímetros.
As palavras-chave dessa runa são renovação, determinação, realização, cura e vigor. Mas a palavra que mais se encaixa com essa runa, a meu ver, é manifestação. Se em Fehu o seu conceito é “pensamento”, Uruz vem fechar esse pequeno ciclo com a “manifestação física do pensamento”. Pode haver muitos entendimentos acerca dessa runa. Se a associarmos ao Auroque e seu papel na vida dos ancestrais extrairemos diversas formas de trabalho com essa runa, assim como entenderemos sua energia de muitas maneiras. Vamos aos papeis do Auroque nas civilizações vikings:
A caça ao Auroque era feita para várias finalidades. A mais importante era sem a dúvida a primeira caçada dos jovens, pois essa caçada era o rito de passagem de uma pessoa entre criança e adulto.
O couro dos auroques era usado em mantos para aquecer, a gordura para o fogo, a carne para a alimentação e os chifres… Bem, os chifres traziam em si ainda mais cunho espiritual às antigas comunidades. Os antigos Vikings observaram que os chifres dos auroques não eram espiralados como os dos outros animais, mas sim, apontavam para cima. O que lhes trouxe a informação de manifestação energética. O Auroque trouxe muita espiritualidade na época, mesmo sendo caçado pelos Vikings. O rito de passagem, seu comportamentos selvagem, seus instintos por preservar seus territórios e crias, resistência, vigor, independência, coragem e a extrema saúde física desses animais! E trouxe também os sentimentos ligados a caça: de conquista, de perdas, do medo de enfrentar um animal tão poderoso pela sobrevivencia do povo.
Onde entra uma pequena troca de informação que tive com uma amiga recentemente. Discutíamos sobre a abrangencia da runa Uruz e chegamos a conclusão de que uruz, na verdade, é a maior representação de poder interior no Futhark. “Uruz é todo aquele momento em que você não tem aonde se agarrar, mas tem a força para manter a fé… continuar com os pensamentos positivos, mesmo sem saber se vai dar certo ou não… É o momento em que vc precisa ser forte, não porque está recebendo as respostas das suas preces, mas porque precisa se manter firme em seu caminho, aguentar as dúvidas, ultrapassar as barreiras, ser forte com tudo que acontece” (Mariana Scholz). O que abranje totalmente o momento de caça ao auroque. Eles precisavam das qualidades de Uruz para enfrentar essa caça e encontraram suas bases em sua própria caça!
E com o auroque, os antigos Vikings trouxeram a resposta para outra preocupação da época: saúde. Saúde era um bem muito procurado na época. Doenças, ferimentos de caça, de guerra, do frio… Então eles buscaram nos auroques essa energia de cura. Procuraram em Uruz. Que traz dos outros planos a energia manifesta. Uruz usa nosso hamingja de uma forma muito poderosa para a manifestação em nosso plano físico, por isso ela deve ser usada de forma sábia. Ela não é de fácil controle como o hamingja usado em Fehu que usa a consciência, o hamingja usado em Uruz é trabalhado pelo inconsciente. É a runa da independência, afirmando a si mesma seu próprio território.
Essa runa é excelente em si mesma para trabalharmos a libertação de antigos padrões, a proteção do que é nosso, para marcar psicologicamente o que é velho e o que é novo, a se conectar com nosso animal essência, a ser resistente e independente. Podemos trabalhar contra a “má-sorte”, a fraqueza, a raiva descontrolada, a doença física, a brutalidade. Essa runa promove saúde no plano físico através do nosso hamingja, sendo este controlado pelo nosso inconsciente. Uruz nos faz trabalhar com a fera que há detro da Bela.
Uma conclusão simples dessa runa então, são os famosos 3 F’s que vemos em tantos posts no Facebook: Foco, Força e Fé. Uruz mostra-nos que precisamos ter o foco em nosso objetivo, independente desse objetivo. Seja ele sobrevivencia, assim como os Auroques representavam aos homens, seja ele saúde…
Força, essa força que Uruz nos ensina a ter é tanto a força física quanto a força de vontade, a força de pensamento… O suporte psicológico que nos impulsina a fazer coisas que precisam serem feitas. De poder pessoal, por assim dizer.
E fé, obviamente, o maior suporte, desde que saudável, o ser humano pode ter nas suas horas de aflição. Porque a fé literalmente move montanhas internas, afasta o ego, conquista e cede na hora propícia.

Então, como está lidando com sua Fera hoje?

Arlon Alexicacus
GramaVerde

Advertisements

6 responses to “URUZ

  1. Que belo texto 🙂
    Eu não conhecia as informações do Auroque, para mim só representava um touro selvagem…
    Gratidão pela citação no artigo :*
    Que longa seja a sua jornada com as runas ^^

  2. Engraçado, essa runa saiu tanto positiva quanto negativa pra mim, e ontem mesmo desmaiei por conta de um forte stress emocional e hábitos de saúde precários, além dos velhos padrões extremamente agressivos que venho tentando deixar pra trás e transmutá-los em algo que me ajude a ter “foco, força e fé”. Thanks pela belíssima interpretação!

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s